Ontem em sala de aula uma aluna perguntou porque eu fui para o Japão?

Eu respondi: – Porque eu fui em busca de um sonho em conhecer o Japão e estudar sobre as Embalagens Tradicionais Japonesas.

Aluna pergunta novamente: Você gostou?

Eu respondi: Claro! Eu amei! E acabei descobrindo que eu realmente tenho a cara de japonesa, mas no fundo sou brasileira e AMO o Brasil!!! E a experiência de vida que aprendi no Japão foi um momento ímpar.

E nisso observando os olhos brilhantes da aluna… incentivei-a ir em busca do sonho, ou mesmo conhecer e morar no exterior.

Aluna: Hummm que legal, quero conhecer o Japão!

A aluna questiona…mas será que é possível prestar uma bolsa de estudo para o Japão sem ser descendente? Eu respondi claro que sim, mas é necessário elaborar um projeto, passar por uma avaliação e dominar o inglês e para aqueles que são descendentes de japoneses podem prestar a Bolsa de Estudo pela província dos pais ou mesmo dos avós.

E para mais informações tem o site da ASEBEX: 

http://www.asebex.org.br/

Moral da conversa:

Muitos adolescentes que não são descendentes de japoneses possuem grande interesse pela cultura japonesa e pelo Japão, querem conhecer mas muitos não tem a oportunidade.

Como docente sempre incentivo: Se você tem um sonho percorra o caminho certo,  para que o sonho se torne realidade.

De fato isso acontece! O resultado de um sonho é o FUROSHIKI! 

E não pára por aí….afinal outros sonhos estão a caminho.

Ecofuroshiki Brasil agradece! ARIGATO<3