Um final de semana do furoshiki em Brasília

Vôo de Congonhas até Brasília sobrevoando pelo céu todo azul chego em Brasília ao sair do aeroporto me deparo com a obra do Romero Brito, uma linda borboleta!

Um rápido tour por Brasília…. o céu AZUL e as nuvens com diferente formatos adornavam o céu de Brasília, conheci a Catedral de Brasília foi SURPREENDENTE ao entrar…porque o Espaço estava decorado com flores!!!! Ah! que surpresa boa!

No Palácio da Alvorada, na entrada tem um corredor de água e fui descobrir que tinham carpas… e também um soldado que fica imóvel, não responde nada, parecia um soldadinho de chumbo.

E a aventura por Brasília não pára por aí… fui descobrir um restaurante japonês que se chama ZUJI na verdade deveria ser SUSHI, acredito que erraram no katakana, isso é Brasil.

Pausa para um chá.

Primeiro encontro do furoshiki foram com as sensei´s e o segundo encontro com os moradores e estudantes de japonês da Escola Modelo de Língua Japonesa de Brasília, durante o bate-papo descobri que a grande maioria não eram brasilienses e os mestiços eram a maior % de participantes! Por outro lado foi gratificante observar que não descendentes de japoneses frequentam a Escola e aprendem a língua japonesa e sobre a cultura japonesa.

O furoshiki foi uma das culturas japonesas que estiveram presente, inclusive com a Exposição de Furoshiki da Fundação Japão,lembrando que no primeiro Concurso de Padronagem de Furoshiki o Tiago Gualberto, brasileiro foi o vencedor!

Viva o furoshiki!

Pessoal de Brasília DOUMO ARIGATO! Façam o uso do furoshiki ok?

Arigato Ecofuroshiki Brasil