Aprendi que nunca devemos parar de sonhar, ir em busca dos sonhos… encontrar o caminho certo para atingir o objetivo. E isso foi passado 21 anos atrás.
Após me formar eu tinha o sonho de VIVER no Japão para descobrir a minha identidade, sim a velha crise da identidade uma nissei que nasceu no Brasil, mas que possui a nacionalidade japonesa. E se estava escrito no céu com cada estrelinha brilhando no céu eu descobri que SOU BRASILEIRA e amo o meu país!!! Porém voltando na questão do Japão e dos sonhos.
Em 1995 fui contemplada com uma Bolsa de Estudo pelo Governo Japonês se era a minha missão/destino ir para a cidade de Kobe – Japão acredito que já estava traçado… afinal no dia 17/01/1995 ocorreu o maior terremoto na cidade de Kobe, sim a cidade de onde partiram os Imigrantes rumo ao Brasil e nesse mesmo ano no mês de março eu deveria embarcar … foram dias de angústia, tristeza, ou como muitos dizem sem uma luz no fim do túnel … porque no caso a resposta estava solto no ar, sem a certeza da confirmação da Bolsa.
Mas no final o sonho começou à se concretizar e lá estava eu, na cidade de Kobe no Japão.
Foi um ano intenso de descobertas, pesquisas, networking, viagens, aprendizado, respeito e muita gratidão, afinal eu estava no Japão usufruindo dos benefícios do Governo, enquanto famílias haviam perdido tudo !!! Por isso foi muito especial morar em Kobe em 1995.
E hoje dia 17/01/2016 passaram -se 21 anos… após o grande terremoto, o resultado do que aprendi é o Furoshiki, porque foi um sonho que se tornou realidade. A minha gratidão e respeito eu retribuo ao Japão em especial para a cidade de Kobe ao difundir a Cultura do Furoshiki de forma ÉTICA, porque faz parte da minha educação e dos meus valores em respeito aos japoneses. Amo o Furoshiki é minha paixão de um GRANDE sonho que continuará o seu caminho. O vazio se torna cheio e o cheio se torna vazio, assim o Furoshiki preenche os momentos de cada SER e família. Porque o Furoshiki é autêntico e verdadeiro na sua ALMA, carrega em seu coração a batida simples de SER FELIZ por tornar as outras pessoas felizes.
Se você tiver oportunidade de viajar para o Japão, eu sou suspeita… mas eu super recomendo conhecer a cidade de Kobe, porque depois do Terremoto a estrutura da cidade mudou muito, mas continua com o seu brilho!
Obrigada Kobe,
Obrigada Ecofuroshiki Brasil
Sofia Nanka Kamatani